sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Alcançando estrelas

Põe doçura no teu olhar,
me procura, que vou te buscar
onde você estiver.
Desço no rio dos teus olhos
e te procuro, mulher.

Põe uma estrela na tua janela,
que só de vê-la, vou procurar;
linda clareza tua,
no corpo, à reluzir para mim
na clara pele nua.

Faz outros poemas de amor,
com cores e cheiros teus
e então, me oferece.
E, se eu não puder te alcançar,
ao menos uma vez, você desce.

Um comentário: