quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Ausência

Tirei uma hora para pensar em ti.
Sem mágoas, nem rancores,
apenas um tantinho de saudade.
Um tempo para passear
no vazio de mim;
que depois da tua partida,
o que não me falta, é espaço.
Onde você me preenchia,
o oco ficou e de tempos em tempos,
crio coragem e passeio por lá.
E volto, no sossego das coisas boas,
na santa paz que encontro
na sentida ausência de ti.

Um comentário:

Flor de Lys disse...

Suas palavras são serenas...
Sinto bem isso.

Beijos, querido!