quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Um encanto, um pranto

Me encantou um tanto,
aquele teu meio sorriso,
aquele teu todo medo
querendo fugir de algo,
querendo fugir de tudo.
E, não se foge do mundo.

Me encantou o pranto
que dentro de ti, rolava,
por trás do teu riso meio,
que meio pra mim, acenava
já um adeus meio maroto
de quem não quer ir agora
mas, querendo ainda ficar,
não sabe que jeito dar
nos inteiros desenganos.

E que ainda insiste em comprar
uma alegria ou um encanto,
com aquele meio sorriso dado,
ou aquele escondido pranto.

Um comentário:

Flor de Lys disse...

Um meio sorriso não anda escondendo um pranto inteiro... ao menos de si mesmo não... sei bem disso. rs

Beijos, amigo!